Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ficaasaber

ficaasaber

Biblioteca...

Qua | 30.01.13

Opinião sobre "Noite de Reis" de Trisha Ashley

Titinha

Sinopse:

O Natal sempre foi uma época triste para a jovem viúva Holly Brown, por isso, quando lhe pedem para cuidar de uma casa remota nas charnecas do Lancashire, a oportunidade de se esconder é irresistível - a desculpa perfeita para esquecer as festividades.

Escultor, Jude Martland, decidiu que este ano não haverá Natal depois de o irmão ter fugido com a sua noiva, e faz questão de evitar a casa da família. No entanto, terá de voltar na Noite de Reis, quando a aldeia de Little Mumming celebra as suas festividades e toda a família é obrigada a comparecer.

Enquanto isso, Holly começa a descobrir que, se quer evitar a Natal, veio para o local errado. Quando Jude regressa inesperadamente na véspera de Natal não fica nada contente ao constatar que Holly parece estar a organizar a festa de família que ele esperava evitar.

De repente, uma tempestade de neve surge do nada e toda a aldeia fica isolada. Sem fuga possível, Holly e Jude encontram muito mais do que esperavam - parece que a quadra natalícia vai ser bastante interessante!

 

Opinião:

Resolvi comprar este livro porque, gostei da sinopse e estávamos a entrar no espírito natalício, porém depois de ter dado ok à encomenda, comecei a ler opiniões sobre o livro anterior da autora e devo admitir que fiquei... "Apreensiva" com o que vinha por ai. Que livro iria ser este.

Acabada de sair do torvelinho de emoções que foi o livro da Lara Adrian, "Cinzas da Meia-Noite" com o alemão irresistível Andreas, o qual li num abrir e fechar de olhos, resolvi pegar neste com a esperança que leva-se um pouco mais a ler, já que estamos em crise e os livros são tem o preço de um quilo de bananas, mas o tiro saiu-me pela culatra e o que queria que durasse 5 dias, durou 3! O que fazer? Nada!

 

Não vou dizer que é supra sumo da literatura, que é dos melhores livros que já li, o que estava a mentir mas é um livro bastante agradável, que gostei, achei a escrita da autora muito boa e suave, porém não deixou de ser em determinados momentos, engraçada e até mordaz.

A história é contada na pessoa de Holly Brown, passada entre a semana anterior ao Natal e o Dia de Reis. Personagens todas elas bem construídas, até a mimada, irritante, infantil Banana, quer dizer Coco!

Holly, é uma mulher que foi criada de uma forma muito peculiar, que amou, perdeu e tem uma certa dificuldade com a época do Natal, amável, amiga, carinhosa mas com uma língua afiada e uma personalidade muito forte, é esta mesma personalidade que a leva a entrar em rota de colisão com Jude, um homem enorme, como ela tão bem o caracteriza, parece o "homem das neves", de um temperamento difícil, e mau humorado porém no meio da tanto mau humor, de rugidos e mostrares de dentes, gostei dele, assim como gostei da família fofa que ele tinha, até do irmão que tinha a mania que nenhuma mulher lhe resistia.

 

Devo revelar que no decorrer do livro, outra autora me veio à menória, este livro tem o seus rasgos de bom humor é verdade mas a relação dos protagonistas é um tanto ou quando parecida com os da autora Jill Mansell, quem conhece a Jill saberá o que estou a referir.

O único ponto que menos gostei foi a demorar no desenrolar da história, porém como gostei das personagem, até esse ponto menor superei bem, assim como a autora ser muito descritiva, para quem não gosta de muitas descrições, esse pode ser um ponto negativo.

 

Conclusão, um livro que nos faz passar umas boas horas, boas personagens, boa escrita... Recomendo, para aqueles dias de frio, sentada(o) numa sofá, com uma manta muito quentinha e uma bela chavena de chocolate quente.

 

Em 5 estrelas, dou 4.