Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ficaasaber

ficaasaber

Biblioteca...

Ter | 29.01.13

Opinião sobre "Cinzas da Meia-Noite" de Lara Adrian

Titinha

Sinopse:

Quando cai a noite, Claire Roth foge de casa, impelida por uma feroz ameaça que parece ter saído do próprio inferno. Então, de entre as chamas e as cinzas, aparece um guerreiro vampiro. Ele é Andreas Reichen, o seu antigo amante, agora um estranho consumido pela vingança. Apanhada no fogo cruzado, Claire não pode escapar da sua fúria selvagem, nem da fome que a arrasta para o seu mundo de eterna escuridão e infinito prazer.

Nada impedirá Andreas de destruir o vampiro responsável pelo massacre dos seus irmãos de Raça… mesmo que isso signifique utilizar a ex-amante como isco na sua missão mortífera. Ligada pelo sangue ao seu perigoso adversário, Claire pode conduzir Andreas até ao inimigo que ele procura, mas é um caminho repleto de perigos… e de profundos e inesperados prazeres. Pois Claire é a única mulher que Andreas não deve desejar, e a única que amou. Inicia-se assim uma perigosa sedução que dilui a linha que separa presa e predador e aviva as chamas de uma ardente paixão que pode consumir tudo no seu caminho...

 

Opinião:

Ainda não vos tinha falado e dado a opinião sobre esta série, não sou muito de livros baseados no género fantástico mas tenho as minhas autoras preferidas.

Quando apareceu a "moda" de ler livros sobre vampiros, resolvi experimentar.

Primeiro com a Sherrilyn Kenyon porém esta aborda um estilo de "vampiro" diferente, até que me foi dado a conhecer a Lara Adrian e com ela colmatei o lacuna "vampiros" e fiquei completamente rendida a esta autora.

 

Vou falar muito por alto da série. Esta baseasse como já referi num grupo de vampiros, homens grande, bonitos, cheios de músculos e másculos. Nesta série acontece aos vampiros tudo (ou quase) o que estamos habituado a ouvir e a ler, só bebem sangue, morrem ou ficam queimados se estiverem ao sol, só o alho e a água benta é que não lhes faz nada.

São extremamente sexuais, principalmente quando encontram a sua companheira de raça, uma mulher humana que tem um sinal de nascença (uma lua em quarto crescente com uma lágrima). Só mulheres com este sinal podem dar a luz um filho, sempre do sexo masculino, pelo menos até onde eu li da série. Quando encontram a sua companheira, são lhes fieis, bebem somente do sangue delas, assim como elas do deles, mantendo-se jovens e vivendo tanto como o seu vampiro. Todas as companheiras de raça tem um dom especial, assim como os guerreiros, esse dom é dado pela mãe.

 

Até este momento foram editados em Portugal 6 livros:

"O Beijo da Meia-Noite", Lucan, guerreiro da 1ª geração de vampiros, o chefe da Ordem e Gabrielle, fotografa, vê sempre o vampiros, não conseguem apagar-lhe a memória.

"O Beijo Carmesim", Dante, guerreiro da Ordem, tem o dom de ver o futuro e Tess, veterinária, tem o poder de corar com as mãos.

"O Despertar da Meia-Noite", Tegan, guerreiro da 1ª geração de vampiros também faz parte da Ordem, tem o poder de sentir tudo só pelo toque das suas mãos e Elise, consegue ouvir tudo o que os outros pensam, principalmente humanos.

"Ascensão à Meia-Noite", Rio, guerreiro da Ordem e Dylan, jornalista, tem o poder de ver pessoas mortas.

"O Véu da Meia-Noite", Nikolai, guerreiro também da Ordem e Renata, "segurança", o seu poder é atacar mentalmente os vampiros da Raça.

Peço perdão mas não consigo me lembrar do poder de Lucan, Rio e Nik.

 

"Cinzas da Meia-Noite"

A personagem masculina já tinha sido apresentada no livro do Tegan, Andreas Reichen alemão, macho de uma excelente aparência, lindo, sofisticado e de um grande glamour, de todos os guerreiro que conheço até este momento, Andreas é o mais charmoso de todos. Não faz parte dos guerreiros da Ordem mas trabalha para eles, coopera com eles sempre que é necessário, vive é o chefe de um dos Refúgios civis da Raça. Neste livro, deparo-me com um Adreas completamente diferente, perde a maior parte do seu glamour e torna-se um bad boy (amei), no sentido literal da palavra... Um homem de fogo!

Digo simplesmente que, adorei esta faceta do Andreas, ficou no top a par do Tegan, como os machos da Raça que mais gosto.

A personagem feminina, Cleare. Foi antiga amante do Andreas mas acaba por ser deixada por ele, casando com o seu maior inimigo. Gostei muito dela mesmo que no início do livro, numa determinada situação tenha tido vontade de apertar-lhe o pescoço mas depois compreendi o motivo, passei por cima e revelou-se uma excelente companheira a par da também companheira do Tegan, a Elise.

Não querendo desvendar muito, digo somente das 6 companheiras, a Cleare e a Elise foram as únicas que saíram atrás dos seus machos quando eles corriam perigo.

 

Conclusão... Um excelente livro, viciante, explosivo, com a escrita maravilhosa da Lara Adrian, para mim "O Despertar da Meia-Noite" e "Cinzas da Meia-Noite" são os melhores livros dos que já li da saga.

 

Em 5 estrelas, dou-lhe 5... Recomendo, recomendo e recomendo! "Fabulástico".