Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ficaasaber

ficaasaber

Biblioteca...

Seg | 17.09.12

Opinião sobre "Segredos do Passado" de Deborah Smith

Titinha

 

 

 

 Sinopse: Filha de uma respeitada família de Dunderry, na Geórgia, Claire Maloney era uma menina caprichosa e mimada, mas isso não a impediu de travar amizade com Roan Sullivan, um rapaz feroz, órfão de mãe, que vivia numa caravana com o pai alcoólico. Nunca ninguém conseguiu compreender o laço que unia as duas crianças rebeldes.

 

Mas Roan e Claire pertenciam um ao outro¿ até à violenta tarde em que o terror tomou conta das suas vidas e Roan desapareceu.

 

Durante vinte anos, Claire procurou o rosto do seu amor de infância por entre a multidão. Durante vinte anos, esperou ansiosamente uma carta e sobressaltou-se a cada toque do telefone. No entanto, quando Roan surge novamente na sua vida, a alegria de Claire não é completa, pois ao contrário do que se afirma o tempo não apaga todas as feridas.
Algumas permanecem ocultas, prestes a reabrir-se ao mais pequeno incidente. Que segredos do passado envenenam o presente e minam o futuro?

 

Pela consagrada autora de A Doçura da Chuva, um romance comovente e original que relata um amor inocente capaz de sobreviver a todas as adversidades.

 

 Opinião: 

Segundo livro que leio da autora e mais uma vez, achei um livro muito doce.

 

A história relata a relação entre duas crianças e a suas infâncias, estas que não podia ser mais diferentes.

Uma negligenciada por um pai bêbado e outra amada e protegida no seio de uma grande e tradicional família porém esses factores, não proíbem estes dois seres de serem amigo e gostarem um do outro contudo, um acontecimento grave faz com que eles estejam 20 anos sem saberem um do outro, será mesmo?

 

Roan e Claire, são dois protagonistas que se "encaixam" muito bem, pode-se dizer neste caso que são a cara metade um do outro mas sem que isso os anule como individuais, quando tem que entrar em picardias e serem frontais um com o outro são. O que nos leva a sorrir.

 

Roan, criança e homem que se formou a ele próprio, cresceu a pulso e um dos pontos que mais gostei no livro, foi as cartas que ele escreveu à Claire no decorrer dos anos. Homem que guarda uma grande amor, dor, mágoa e também um segredo que me surpreendeu.

 

Claire, uma menina de 10 anos que cresceu sem nunca esquecer o seu primeiro amor, tem uma grande necessidade de ajudar, de não falhar e vão perceber desde início o por quê.

 

No geral um excelente livro, que nos atira para a dor, para o amor dos personagens. Um livro que nos mostra o perdão, a superação, a aceitação,  os erros e as emendas. Um livros que nos dá o poder de uma família, a sua força e o seu ultrapassar dos problemas.

 

No fim recomendo vivamente a leitura deste livro.